Black Fraude: Procon autua sites Americanas e Hotel Urbano por “maquiagem” de preços

O Procon do Rio de Janeiro autuou a agência de viagens Hotel Urbano e as empresas do grupo B2W, Submarino e Americanas, por problemas na divulgação da venda de produtos nesta sexta-feira de descontos, a chamada Black Friday. De acordo com o órgão, uma equipe estava monitorando há um mês os principais sites de venda em busca de falsas promoções.

A loja virtual do Submarino, assim como o Hotel Urbano, são acusados de apresentar preços “maquiados”, simulando promoções. Segundo o Procon, o site Submarino recebeu quatro autuações por produtos que estavam com preços maquiados. Como a lavadora de roupas Brastemp, que era vendida há um mês atrás por R$ 899,90. O mesmo produto, hoje, se encontrava à venda por R$ 894,63 e era informado que seu preço anterior era de R$ 1.300. Já o site Americanas.com tinha o preço no boleto acima do anunciado. O smartphone Samsung Galaxy Note 4 era anunciado com o preço de R$ 1.709,05 para o pagamento no boleto. Entretanto, quando o documento foi gerado, o valor era de R$ 1.803,99.

O site Hotel Urbano oferecia pacotes de viagem com o preço promocional igual ao mesmo ofertado pelo site em dias anteriores. Fato comprovado por um consumidor que enviou uma foto. Em nota, o Hotel Urbano afirmou que o incidente “foi um erro do sistema”. O site Hotel Urbano é velho conhecido do Procon – RJ, que traz uma lista de empresas não confiáveis: http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php na qual consta o antigo site do grupo Hotel Urbano, o apetrexo.com que deixou de existir com milhares de reclamações dos usuários.

Em São Paulo, a principal reclamação também foi a “maquiagem de preços”. Como em 2014, as empresas mais reclamadas são as do grupo B2W – Americanas, Submarino, Shoptime, segundo dados do órgão de defesa do consumidor.

Em 2014, foram registradas 1.356 reclamações e as queixas mais relatadas foram produto ou serviço anunciado indisponível, sites intermitentes (falha na página) e mudança de preço na finalização da compra. Estes problemas somam 76% das queixas registradas.

Publicado por adm na categoria Black Friday, Comprar no dia novembro 28th, 2015.

3 Comentarios »


You can comente, or trackback from your own site.

3 Comentarios to “Black Fraude: Procon autua sites Americanas e Hotel Urbano por “maquiagem” de preços”

  1. muito bom

  2. A vigarice é endêmica no Brasil. Contamina todos os segmentos da sociedade. É a Lei de Gerson em sua plenitude. Comprar em loja virtual é assumir riscos que vão desde receber um artigo que não é o que pediu (problema menor) até ter seu conta bancária zerada. Muito cuidado!

  3. Parabens isto precisa de mais forca de divulgacao!

Deixe seu comentario: