Hora do Planeta – hoje as 20:30

março 31st, 2012 Alex Posted in Ecologia, Notícias No Comments »

A Hora do Planeta é um ato simbólico, promovido no mundo todo pela Rede WWF, no qual governos, empresas e a população demonstram a sua preocupação com o aquecimento global, apagando as suas luzes durante sessenta minutos.

Será neste sábado, dia 31 de março, das 20h30 às 21h30. Apague as luzes e participe da Hora do Planeta 2012!

AddThis Social Bookmark Button

Dia Mundial da Água

março 22nd, 2012 Alex Posted in Ecologia No Comments »

A ONU com o objetivo de chamar a atenção para a questão da escassez de água e buscar soluções para o problema, em 22 de março 1992 instituiu esta data como o “Dia Mundial da Água” e também divulgou um documento chamado “Declaração Universal dos Direitos da Água”, que apresenta uma série de medidas, sugestões e informações para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.

Declaração Universal dos Direitos da Água
Art. 1º – A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.

Art. 2º – A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º – Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º – O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º – A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º – A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º – A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º – A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º – A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º – O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

ALERTA
A ONU prevê que em 2050 mais de 45% da população mundial não poderá contar com a porção mínima individual de água para necessidades básicas. Segundo dados estatísticos existem hoje 1,1 bilhões de pessoas praticamente sem acesso à água potável.
Parece estranho que o Planeta Terra, que é formado por 2/3 de água possa sofrer com a escassez. O problema é que de toda essa água 97% está nos Oceanos, e dos 3% restantes apenas cerca de 0,02% é potável. E grande parte das fontes desta água esta sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem.

SUGESTÕES
• Não jogar lixo nos rios, lagos, açudes e mares;
• Economizar água nas atividades cotidianas como banho, escovação de dentes, lavagem de louças;
• Reutilizar a água sempre que possível;
• Captar água da chuva;
• Respeitar as regiões de mananciais;
• Divulgar idéias ecologicamente correta para amigos, parentes e outras pessoas.

AddThis Social Bookmark Button

Rio+20

março 21st, 2012 Alex Posted in Ecologia, Notícias No Comments »

Rio +20 é a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. Foi batizada com esse nome, pois marca os 20 anos da última conferência realizada no Rio de Janeiro, em 1992.

O Rio +20 será realizada de 13 a 22 de junho de 2012 e deverá contribuir para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas.
Os temas principais serão a economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza; e a estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.

Teremos três momentos na Rio+20, dos dias 13 a 15 de junho, está prevista a III Reunião do Comitê Preparatório(para negociações dos documentos a serem adotados na conferência), entre 16 e 19 de junho, serão programados eventos com a sociedade civil, e de 20 a 22 de junho, ocorrerá o segmento de alto nível da conferência, para o qual é esperada a presença de diversos Chefes de Estado e de Governo dos países-membros das Nações Unidas.

Essa é mais uma oportunidade dos governantes de firmar acordos que nos levem para o caminho da sustentabilidade.

AddThis Social Bookmark Button

Usina de Belo Monte atingirá 9.000 famílias além do anunciado

março 14th, 2012 Alex Posted in Ecologia, Notícias No Comments »

Segundo estudo realizado pela universidade Federal do Pará a pedido do Ministério Público Federal, a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte deverá atingir 9.000 pessoas a mais do que o anunciado pela Norte Energia. Essa diferença ocorreu, devido à utilização de pontos topográficos desatualizados usados pela empresa contratada pela Norte Energia, gerando uma diferença de 90 cm a mais de elevação do nível do Rio Xingu, aumentando de 5.400 para 7.400 o número de prédios atingidos. Consequentemente a conta aumentará, devido à indenização que deverá ser paga para mais essas 9.000 famílias. A Norte Energia se defende afirmando que não há erro de projeção em relação à área alagada.
Mas devido aos históricos de subestimação de danos sociais e ambientais na construção de outras hidrelétricas, o Ministério Público vai exigir que sejam incluídas essas famílias na lista de indenizações, caso o consórcio se recuse a incluí-las, o MPF deverá ingressar com uma Ação Civil Pública.
Se confirmada essa será a 15ª Ação Civil Pública contra o consórcio responsável pela construção da Usina de Belo Monte.

AddThis Social Bookmark Button