Como Lidar Com a Obesidade Infantil

Os dados são cada vez mais alarmantes: de acordo com o IBGE, em pesquisa realizada este ano, cerca de 34,8% das crianças com idade de 5 e 9 anos encontram-se em algum grau de obesidade.

Antigamente, o maior problema mundial envolvendo alimentação infantil era a desnutrição. Hoje em dia, o que assusta é exatamente o contrário: o número de crianças obesas no mundo ultrapassou drasticamente o nível de desnutrição. E a gravidade do problema não se torna menos importante: a cada dia mais os sistemas de saúde têm se dedicado a criar programas de saúde capazes de conscientizar e mudar o estilo de vida não só dessas crianças, mas principalmente da família, já que é aí que o tratamento deve começar a surtir efeito.

Como Lidar com a Obesidade Infantil

Muitos são os motivos que podem levar uma criança a ser obesa. A genética é o mais comum, já que a população mundial traz um antecedente de obesidade, que vem de décadas. Neste caso, é bem difícil fugir do problema. O que deve ser feito é uma reeducação alimentar, para que essa criança não faça esse nível de gordura no corpo aumentar. Deve-se incluir nessa reeducação, a prática regular de esportes, aliada à uma boa alimentação, sempre regada de frutas e verduras, mesmos sabendo que estes não são os alimentos mais queridos pelos “pequenos”.

Outro fator que contribui para a obesidade infantil é o grande número de alimentos industrializados e pobres de proteínas, que são oferecidos diariamente às crianças. O gosto pelo cardápio ”fast-food” afasta cada vez mais os pequeninos da verdadeira comida saudável. Outro fator também é o consumo de frituras e doces nas escolas: não há forma de controlar esse consumo, já que as cantinas escolares estão recheadas dessas guloseimas. E, infelizmente, não há criança que resista.

Os pais, juntamente com os especialistas, têm um papel fundamental nessa reeducação alimentar das crianças. É importante que as famílias participem juntas deste processo. Por exemplo, evite fazer bolos e doces em casa. Você pode comer, mas a tortura que seu filho sofrerá é grande, além de se sentir intimidado e fraco por não resistir às ”tentações” açucaradas. A obesidade infantil pode ser vencida, basta força de vontade.

Publicado por Tatiane na categoria Saúde no dia julho 15th, 2012.

Clique aqui para Comentar! »


You can comente, or trackback from your own site.

Deixe seu comentario: